sexta-feira, 21 de março de 2014

Satubinha define como prioridades Educação e Agricultura.

O desenvolvimento da agricultura e as prioridades para educação foram temas debatidos na edição desta quinta-feira (21) do Diálogos pelo Maranhão em Satubinha. Flávio Dino, coordenador do movimento, acompanhado de lideranças políticas e sociais debateu com a população ideias e propostas para transformar a realidade social do estado.

Entre as principais reivindicações da população da cidade foram investimentos na agricultura, o que compromete a rotina dos trabalhadores rurais. Waldemar Ferreira, trabalhador rural, destacou que a falta de apoio técnico e incentivo traz prejuízos à economia do estado.

“A agricultura familiar no Maranhão está abandonada, esquecida. Nosso tomate está vindo do Tianguá, estado do Ceará. O mesmo acontece com outras verduras, tudo vem de fora. E o nosso estado é rico em água, é rico em terra. Falta investimento”, denunciou Waldemar Ferreira.

O depoimento de Antônio Birino, do Sindicato dos Trabalhados Rurais, demonstra a realidade dos maranhenses que esperam por dias melhores. “A falta de atenção à agricultura corrói o nosso povo, que tem garra e disposição para girar a economia. Estamos carentes de tudo, de investimentos e de apoio técnico”, disse ele.

Educação de qualidade

As deficiências estruturais que comprometem a Educação Pública em Satubinha também foram abordadas nos debates do Diálogos pelo Maranhão. A população lamentou que os recursos enviados pelo Governo Federal não possam ser utilizados por falta de profissionais capacitados.

“Precisamos de um governo que olhe pelos professores e pelas escolas sucateadas. Muitos equipamentos vindos do MEC ficam parados nas escolas porque não tem profissionais habilitados para usar. Essa é a nossa realidade”, lamentou o professor Geraldo Nelo.

Manoel Lima, membro do diretório estadual do PPS, acompanhando os debates do movimento Diálogos pelo Maranhão, pontuou que os índices educacionais do estado ainda são desafiadores. “Os índices educacionais do Maranhão são destaque negativo. A mudança é importante porque é chegada a hora do povo se libertar”, defendeu.

A transformação social do estado também foi defendida pelo Doutor Flávio (ex-PMDB, filiado ao PCdoB), que concorreu à prefeitura nas últimas eleições. “Nós aqui não temos uma política que atenda aos trabalhadores rurais. Não temos apoio e incentivo para melhorar a educação. Estou aqui porque acredito na mudança”.

Pré-candidato e coordenador do movimento, Flávio Dino lembrou da importância da participação popular na transformação dessa realidade social. “Os relatos que estamos ouvindo aqui em Satubinha são os mesmos de outras regiões do estado, mesmo com a terra rica e com grandes potencialidades que temos. Mas a mudança está sendo feita junto com vocês. Ouvindo os problemas, as sugestões e anseios do povo o movimento Diálogos pretende construir uma nova realidade”.

Outras lideranças sindicais e políticas, representantes de movimentos sociais e de várias regiões do Maranhão estiveram presentes e defenderam a valorização do pequeno agricultor e do educador como política pública fundamental para o estado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário