quinta-feira, 27 de março de 2014

Luís Fernando Silva é denunciado ao MP por gastos excessivos com bebidas.

O pré-candidato do Clã Sarney a governador, Luís Fernando Silva (PMDB), pode responder por crime de improbidade administrativa pela realização de gastos excessivos com bebidas alcoólicas enquanto chefiava a Casa Civil do Governo do Maranhão.

De acordo com denúncia oferecida pelo deputado estadual Rubens Pereira Júnior (PCdoB) ao Ministério Público Estadual, somente em 2011, o secretário de Roseana Sarney (PMDB) comprou cinco mil garrafas de cerveja, vinho, espumante, vodca, licor, prosseco e whisky importado.

Esta não é a primeira vez que Silva é denunciado por compras abusivas. Em maio de 2012, na matéria “Não vai faltar comida”, a Revista Época publicou as extravagâncias da Casa Civil nas compras para abastecer as geladeiras do Palácio dos Leões.

Entre os itens descritos pela reportagem aparecem 8,3 toneladas de carne bovina de vários tipos, 384 quilos de peru, 160 quilos de lagosta fresca, 594 dúzias de ovos vermelhos e 3,7 toneladas de camarão, além dos sucos e dos 19.433 litros de refrigerante de várias marcas.

Na última terça-feira, Rubens Júnior apresentou representação junto ao Ministério Público onde questiona a aquisição exagerada de bebidas alcoólicas.

“As despesas com homenagens, jantares, hospedagens e festividades para a recepção de autoridades são admissíveis, desde que efetivamente destinadas a recepcionar autoridades públicas e que a finalidade de tais aquisições seja de exclusivo interesse do estado ou da coletividade. Não é o caso da compra questionada. Ainda que se admita a aquisição de bebidas alcoólicas para eventos como a recepção de autoridades, não se pode permitir a escolha de exemplares caríssimos”, justifica o deputado.

Por Leandro Miranda - Marrapá

Nenhum comentário:

Postar um comentário