sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

Deputado Carlinhos Florêncio (PHS) é acusado de cometer crime eleitoral com programa do governo.

O deputado aliado da governadora Roseana Sarney está sendo acusado por prática de crime eleitoral na região do Mearim. 

Redação. Jornal Pequeno com adaptações 

O deputado federal Zé Vieira (PROS) disse, ontem, à reportagem do Jornal Pequeno, que irá denunciar o deputado estadual Carlinhos Florêncio (PHS) por prática de crime eleitoral na região do Mearim. “Vou fazer denúncia à Justiça, à Polícia Federal e ao Ministério Público contra o deputado Carlinhos Florêncio, porque ele está enganando lavradores, prevalecendo-se de pessoas humildes, cometendo dois graves crimes em nossa região”, afirmou Zé Vieira.

Segundo ele, o deputado Carlinhos Florêncio, em parceria com o secretário de Agricultura do Estado, Cláudio Azevedo, levou para Bacabal um projeto de apoio ao pequeno produtor rural que está sendo completamente desvirtuado. “Em vez de apoiar as pessoas pobres, para que elas possam lavrar a terra, o deputado Carlinhos Florêncio está é ganhando dinheiro com o aluguel de tratores do governo e está distribuindo sementes e adubos somente para as famílias pobres que assumem o compromisso de arranjar votos para ele”, denunciou Zé Vieira, fazendo elogios ao prefeito de Alto Alegre do Maranhão, Emmanuel da Cunha Santos Aroso Neto, mais conhecido como Maninho. “O prefeito Maninho está fazendo a coisa certa. Ele fornece o óleo para os tratores do governo e manda arar de graça a terra das pessoas pobres que estão inscritas neste programa da Secretaria de Agricultura”, explicou Zé Vieira. 


De acordo com a denúncia, o deputado Carlinhos Florêncio estaria fazendo politicagem com o serviço de tratores alugados pelo governo. E para isso teria montado um esquema que age em nome de uma Associação de Criadores fantasma, comandada por um senhor conhecido como ‘Seu Eudes da Trizidela’.

“Esse Seu Eudes da Trizidela age como um testa-de-ferro do deputado Carlinhos Florêncio, com o objetivo de se locupletar às custas de um programa do governo. Eles montaram uma Associação de apenas 15 pessoas, presidida por Seu Eudes, para fazer isso com gente humilde em Bacabal”, afirmou Zé Vieira.

Segundo o deputado, os lavradores fornecem o óleo e ainda são obrigados a pagar R$ 70 ou R$ 80 por cada hora de aluguel de cada trator, em Bacabal. “Esses tratores prestam serviço a um programa do governo. É proibido por lei que eles sejam alugados. Mas em Bacabal o deputado Carlinhos Florêncio está fazendo a coisa completamente errada”, disse Vieira.

Zé Vieira foi enfático ao frisar que irá formular denúncia contra Carlinhos Florêncio na Polícia Federal, na Justiça Eleitoral e no Ministério Público: “O que esse deputado está fazendo é um crime, é um escândalo, é uma imoralidade. Ele pode ter seu mandato cassado e perder seus direitos políticos”, advertiu Zé Vieira.

Florêncio rebate – Ouvido por telefone pela reportagem do JP, o deputado Carlinhos Florêncio afirmou que a denúncia feita pelo deputado Zé Vieira é totalmente descabida. “Não tem nenhum fundamento esta acusação. Os tratores em questão foram doados para comunidades pobres mediante emenda parlamentar de nossa autoria”, declarou Carlinhos.

Ele explicou que foram doados três tratores: dois para comunidades de Bacabal (Trizidela e Alto Fogoso) e um para uma comunidade do município de Lago Verde (Alto da Fumaça).

Carlinhos Florêncio disse ainda que mais três tratores serão doados mediante emenda de sua autoria para uma comunidade de Parnarama, outro para Paço do Lumiar e um terceiro trator para Bela Vista, o segundo maior povoado de Bacabal.

“O que está acontecendo com estes tratores é um trabalho maravilhoso. Oxalá cada povoado pudesse ter um trator destes. Estão sendo beneficiadas comunidades de vazenteiros que sempre foram abandonadas e que agora estão tendo a oportunidade de desenvolver a horticultura e de plantar arroz, milho e outras culturas. O que é certo é que não tem nada de anormal nesta doação e estes tratores estão operando no campo; a manutenção e operação deles é feita pela própria comunidade”, salientou Carlinhos Florêncio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário