quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

CRIME ELEITORAL: Prefeito pede para digitar o 15 e Luis Fernando diz que quer ser governador

O candidato do clã Sarney terá complicações com a Justiça Eleitoral. 

 
É mais grave do que imaginávamos as declarações eleitoreiras do prefeito de Fortaleza dos Nogueiras, Eliomar Nogueira (PR) feitas a favor do pré-candidato a governador do grupo Sarney, Luis Fernando Silva, durante ato realizado no município no dia 22 de janeiro deste ano.

Ontem, havíamos denunciado que o prefeito de Fortaleza dos Nogueiras, ao receber a garantia de obras do governo do estado para a sua cidade, fez uma espécie de discurso eleitoreiro com a finalidade de beneficiar o candidato da família Sarney, configurando antecipação de campanha e claro abuso de poder político.
De posse do áudio com toda a fala do prefeito, o episódio pode ser considerado gravíssimo e requer respostas imediatas da Justiça Eleitoral.

O acinte é tanto que num certo trecho, Eliomar Nogueira chega a pedir que os moradores da cidade digitem o 15 (número do PMDB, partido de Luis Fernando) na eleição de outubro deste ano. (veja a íntegra do áudio abaixo)

“Será indiscutivelmente o nosso futuro governador do Maranhão. Quero dizer que a população de Fortaleza dos Nogueiras, incondicionalmente, estará com você. Em nenhum momento irão hesitar em colocar no dia das eleições o número 15, sacramentando que é o sonho de todos nós de você, Luis, ser o nosso governador”, afirma o prefeito, ao lado de LF no palanque.

O chefe do executivo municipal vai além, pedindo que a população se mobilize no sentido de ajudar eleger Luis Fernando, como comprova a transcrição do áudio: “Vamos defender a candidatura do Luis Fernando ao governo do nosso estado. (…) Você será nosso governador, conte com nosso apoio, se depender dos eleitores da nossa querida Fortaleza dos Nogueiras, você certamente já é governador do nosso estado”, diz Eliomar, transformando o ato que era para ser institucional em quase um comício de campanha.

Mais adiante, Eliomar segue sua fala exaltando as qualidades de Luis Fernando e, novamente, chega a solicitar que os moradores presentes não esqueçam de digitar o número 15, de Luis Fernando, em outubro, em clara desobediência ao que rege as regras da campanha eleitoral. O prefeito transgrediu o artigo 36 da Lei das Eleições, que determina que a propaganda eleitoral só é permitida após o dia 5 de julho do ano do pleito.

Você vai fazer o seguinte, você vai na urna e tem o 15, você aperta, quando aparecer a cara do Luis Fernando, taca o voto nele. E é isso que nós vamos fazer meus amigos”, convoca o prefeito de Fortaleza dos Nogueiras sem ser interrompido ou muito menos reprimido por Luis Fernando, incorrendo em nítida campanha eleitoral antecipada em prol do candidato que representada a continuidade do grupo Sarney.

Quando, por sua vez, chegou a hora de Luis Fernando falar, o secretário de Infraestrutura também discorre sobre sua candidatura ao Palácio dos Leões. Ele externa o desejo de ser governador do Maranhão, fazendo coro ao prefeito da cidade.

“Eu estou me colocando à disposição de vocês com toda a experiência que a vida já me deu. Eu quero ser governador de vocês, eu não quero ser governador dos políticos, apenas, eu quero ser governador dos cidadãos, eu quero que você vote e no dia seguinte possa dizer eu votei porque confiei. (…) Luis Fernando está com Fortaleza dos Nogueiras e quer ser governador do Maranhão”, declara Luis Fernando, ao atacar a oposição no discurso político proferido, afirmando que o ex-governador José Reinaldo foi preso e algemado e que o presidente da Embratur, Flávio Dino só sabe falar mal.

Diante de tudo que foi dito por Luis Fernando e seu aliado, este é um caso sério a ser analisado pela justiça por haver fortes indícios de abuso de poder político e uso da máquina pública para promoção pessoal de Luis Fernando, favorecendo o principal auxiliar da governadora Roseana Sarney na disputa pelo governo do Maranhão.


O Ministério Público não pode ficar omisso, precisa de forma urgente tomar providências.

Nenhum comentário:

Postar um comentário