sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

Paço do Lumiar: Marconi Lopes apresenta balanço de obras de infraestrutura em 2013

Secretário de Infraestrutura, Marconi Lopes, firmou novo convênio para recuperação asfáltica e falou sobre os trabalhos desenvolvidos no primeiro ano de gestão municipal.
 
Paço do Lumiar encerra o ano com saldo positivo de ações e realizações contabilizadas na área da infraestrutura no município. Nesta terça-feira (24), mais um convênio foi firmado com a Secretaria Estadual de Cidades e Desenvolvimento Urbano (Secid), para pavimentação asfáltica de diversas vias do município. Ao todo, aproximadamente 53 mil m² de malha viária serão recuperados por meio desta parceria.

Este é o segundo convênio firmado com o secretário estadual de Cidades, Hildo Rocha, para recuperação asfáltica em comunidades de Paço do Lumiar. Bairros como Maiobão, Caiaré, Tambaú, Saramanta e Safira, que possuem intensa densidade demográfica, receberão asfaltamento, melhorando assim a infraestrutura de suas vias. Muitos desses bairros são resultados de ocupações desordenadas e ainda não possuem urbanização definida.

O prefeito Josemar Sobreiro ressalta o novo momento, onde parcerias com o governo estadual estão sendo firmadas em benefício dos luminenses. “Um dos maiores problemas hoje em Paço do Lumiar é a infraestrutura de suas ruas e avenidas, mas estamos empenhados em mudar essa realidade por meio de recursos próprios e parcerias”, disse, destacando ainda a exclusão de Paço do Lumiar da lista dos municípios inadimplentes do Maranhão, que para ele é uma das maiores conquistas deste primeiro ano de gestão.

Balanço - Com recursos próprios, somente em 2013, a Secretaria Municipal de Infraestrutura de Paço do Lumiar está executando serviços em 64 mil m² de malha viária. As obras incluem drenagem, terraplanagem, pavimentação e tapa buracos de vias importantes, como as Avenidas 14 e 01 do Maiobão – que possuem grande movimentação e dão acesso para a rodovia MA 202 – e Rua 143. Além destas, avenidas de bairros como Iguaíba, Tambaú, Lima Verde, Vila Nazaré, entre outras, também passam por serviços de revitalização. Ao todo, 34 ações de melhorias na infraestrutura já foram realizadas em comunidades luminenses.

Para Marconi Lopes, vice-prefeito e secretário municipal de Infraestrutura, “os esforços desta gestão têm como meta atender a milhares de luminenses que, há anos, convivem com a falta de infraestrutura urbanística”. “Já nas primeiras obras estruturantes iniciadas nesse primeiro ano de gestão, foi possível perceber a mudança da realidade em nosso município”, afirmou.

A Prefeitura tem, ainda, um convênio firmado com o Ministério das Cidades, visando urbanizar áreas necessitadas, e outros dois convênios consolidados com a Secretaria de Infraestrutura estadual, que estão em processo de licitação e melhorarão a pavimentação do município.

Investimentos também foram feitos na iluminação pública, com a troca de lâmpadas, luminárias e reatores em 74 bairros que estavam com o serviço deficitário. Na limpeza urbana, os trabalhos foram intensificados na atual gestão, atendendo atualmente 43 regiões com coleta regular, além dos trabalhos de desobstrução de galerias, podas de árvores e limpeza nas ruas, que eliminou diversos lixões espalhados pela cidade.

Mapeamento – Com o intuito de ter um melhor conhecimento sobre o município, a Sinfra iniciou este ano planos de reconhecimento das áreas, definindo os limites e a extensão territorial de Paço do Lumiar. Os levantamentos estão sendo feitos sobre as áreas verdes, institucionais e invasões, além da regularização de obras e loteamentos. Paralelo a isso, em parceria com a Procuradoria, o Município editou seus Códigos de Posturas e de Obras, que regulam os direitos e deveres na utilização do espaço urbano; e elaborou as leis 538/2013 e 543/2013, que dispõem sobre a compensação de áreas e o programa Minha Casa Minha Vida, respectivamente.

Segundo Marconi Lopes, apesar de Paço do Lumiar compor a região metropolitana, ainda existe muito desconhecimento sobre seu território. “Estamos fazendo inúmeros levantamentos para conhecermos mais de perto a realidade de nosso município. Neste primeiro ano, vários planos de reconhecimento de área foram trabalhados, visando a elaboração das plantas urbanísticas de bairros e loteamentos da cidade, o que nos servirá de importante subsídio no planejamento de ações para as áreas urbana e rural de Paço”, concluiu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário