quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

GAT irá vistoria "Lava-Garfos" em Paço do Lumiar.


Casas de shows, bares e restaurantes no Maiobão que fazem parte do circuito do carnaval fora de época devem ser vistoriados pelo GAT antes da festa.

Casas de shows, bares e restaurantes do Maiobão vão passar por vistoria do Grupo de Atividades Técnicas (GAT) do Corpo de Bombeiros. O bairro será palco do carnaval fora de época Lava-Garfo, neste fim de semana. O GAT aguarda a solicitação oficial da Prefeitura de Paço do Lumiar para realizar a vistoria. “Esperamos que esse comunicado seja feito o quanto antes para que possamos fazer a fiscalização antes das festas, e assim, possibilitar que, em caso de irregularidades, os proprietários tenham tempo para se adequar”, disse o comandante do GAT, Wbirajara Figueiredo.

A fiscalização vai vistoriar o palco e toda a estrutura montada pela prefeitura. Posteriormente, as casas de eventos no local e entorno serão o alvo. A equipe pretende iniciar o trabalho ainda hoje, e assim, garantir tempo hábil para a readequação, a fim de não prejudicar a programação da festa. Também no dia do evento, a equipe do GAT estará de plantão para monitorar o cumprimento das medidas. “Só iremos interditar aqueles estabelecimentos cujo problema seja de risco iminente, senão, vamos notificar e estipular o prazo para adequação”, explicou o comandante Figueiredo. Uma equipe de 10 homens da corporação foi mobilizada para as vistorias.

A ação é parte de trabalho realizado pelo GAT, iniciado este mês, na Grande Ilha, quando foi deflagrada a Operação Carnaval, que vistoriou 89 casas de shows, notificou 22 e quatro ainda permanecem interditados. E o trabalho terá continuidade após o período carnavalesco. “Antecipamos os trabalhos de fiscalização aos hospitais, cinemas e demais estabelecimentos”, revela o comandante. Ainda esta semana, o Socorrão I, o Socorrão II e o Castelinho passam por vistoria. A solicitação foi feita pelos próprios órgãos – Prefeitura e Governo do Estado - para que as instituições fossem fiscalizadas.

O Palácio La Ravardiére, sede da Prefeitura de São Luís, também será vistoriado. “A ideia não é interditar, mas, como já havíamos dito, só em caso de grande risco às pessoas”, reitera Wibirajara Figueiredo. Falhas d e ordem preventiva – fiação expostas falta de itens de segurança como extintores e etc – será feita notificação. Na próxima semana, as equipes iniciam a ação nas escolas da rede municipal e estadual.

Lava-pratos
Durante vistoria ao Lava-pratos, em São José de Ribamar, na última semana, o GAT notificou cinco estabelecimentos e interditou outros cinco. Apenas o bar Deusa do Sol teve a liberação concedida em menos de 24 horas. No dia do evento, o espaço apresentou superlotação e foi punido com ordem de fechamento. Os demais, explica o comandante Figueiredo, apresentaram problemas de ordem estrutural e não tinham condições de continuar abertos. Agora, os proprietários devem proceder com as adequações e solicitar outra visita do GAT para avaliar o que foi feito. Após, as equipes retornam aos locais para nova vistoria a fim de confirmar o cumprimento das determinações.

Interiores
A ação nos municípios, neste primeiro momento, fiscalizou aqueles que promovem grandes eventos carnavalescos e têm a tradição da festa no período, ou seja, municípios com carnaval de rua e desfiles de escolas de samba. A vistoria esteve em 13 cidades realizando notificações e interdições, respectivamente: Imperatriz (8); Cantanhede (6); Santo Inês (1 e 12); Miranda do Norte (9); Pedreiras (2); Bacabal (2); Trizidela do Vale (1); Pindaré Mirim (1); Balsas (16); Pinheiro (11); Estreito (4 e 4); e Caxias (5). A ação seguiu a mesma dinâmica realizada na capital com abordagens feitas à noite e estabelecimentos notificados em caso de irregularidade. Os Bombeiros tiveram apoio da Polícia Civil.

Por Sandra Viana/ O imparcial 

Nenhum comentário:

Postar um comentário