domingo, 29 de janeiro de 2012

QUADRILHA DE PAÇO DO LUMIAR REALIZA 7º DESVIO COMPROVADO: Farra de Cheques sem comprovação de despesas em Paço do Lumiar-Ma rendeu à quadrilha mais R$ 2.408.000,82 sacados de uma única conta, a do FUNDEB.

O filho da prefeita Thiago Aroso tem tentado desclassificar as denúncias apresentadas por este Blog. As denúncias aqui apresentadas são graves e todas são comprovadas na própria postagem. Este é o 7º DESVIO COMPROVADO que postamos e ainda não terminou o roubo ao erário de Paço do Lumiar-MA.

ANTES DE ADENTRARMOS NA POSTAGEM DE HOJE, UNS ESCLARECIMENTOS NECESSÁRIOS:

Para manter-se na prática destes crimes, a prefeita e seu grupo conta com esquemas políticos e jurídicos.

O esquema político é capitaneado pelo Deputado Sarney Filho e Edilázio Junior, ambos tiveram amplo apoio nas eleições 2010 e consta declarações da própria prefeita.

O esquema jurídico envolve advogados, a procuradoria do município e membros da justiça. Do TJMA duas desembargadoras estão denunciadas no CNJ por atos que beneficiam a prefeita, que já foi afastada por 3 vezes.

Além de retornar ao cargo, ela conseguiu afastar 2 juízes de Paço do Lumiar para não julgar seus processos. Não existe juiz na cidade que possa analisar a dezena de processos da prefeita.

O atual Corregedor do TJMA, CLEONES CUNHA informou que não pode mandar outro juiz para a comarca; que isto seria uma competência do desembargador que está com a suspeição dos juízes de Paço. Dá para entender?

O Blog detectou também que existem esquemas até na distribuição do tribunal e oficial de justiça que não cumpre notificação da prefeita (veja).

POR QUE O TRIBUNAL NÃO TOMA UMA PROVIDÊNCIA?

O Blog foi atrás de uma resposta, e nos bastidores do meio jurídico, ouviu que como existe uma cumplicidade entre os desembargadores no sentido de auto-proteção entre si em razão do corporativismo e tendo em vista a ameaça da prefeita de revelar que tem sidorefém de membros do TJMA, os desembargadores temem tirar a prefeita do cargo e prejudicar algum colega que se lambuzou com a corrupção detectada na Prefeitura de Paço do Lumiar.

A situação exige uma resposta por parte do Presidente do Tribunal de Justiça do Maranhão, sob suspeição de todo o Tribunal e necessidade de intervenção no judiciário maranhense.

A Conivência não é só no TJMA, no âmbito federal quem está devendo explicações é o Ministério Público Federal – MPF e a Polícia Federal do Maranhão, que mesmo dispondo das provas nada fizeram até agora. Não só em Paço do Lumiar, mas em outras prefeituras do Maranhão.

Feito estes esclarecimentos vamos ao 7º DESVIO COMPROVADO:


QUE todos os cheques de titularidade da prefeitura são preenchidos pelo Sr.Tiago Aroso, para só então serem assinados pelos Ordenadores de Despesas de cada área, seja de educação, saúde, etc; QUE além dos servidores já citados, também o Sr. Luís Vagner Morais Furtado (motorista da Sra. Clores)Sr. Celmo (segurança da prefeita) sacam os cheques na boca do caixa da agência Maiobão do Banco do Brasil; QUE o Sr. Francisco Morevijuntamente com o Sr. Rodolfo, Tiago Aroso e a própria Prefeita fazem parte do grupo que coordena as atividades que aqui são delatadas.”

O contador do município também declarou ao MPF:

QUE na sua tarefa de controle interno detectava as irregularidades e buscava orientar a forma correta de se atuar; QUE desde o início da função a maior dificuldade que se deparou foi com a correta comprovação das despesas realizadas; na prefeitura era costume se sacar cheque na boca do caixa sem que houvesse processo de pagamento; QUE na busca de comprovantes de despesas, soube pela Sra. Clores, irmã da prefeita, que em sua casa tinha umas 17 caixas com documentosQUE chegou a analisar boa parte de tais documentos e constatou diversas irregularidades, tais como: excesso de dispensa, muitas notas fiscais sem ordenação de despesas, nem liquidação; QUE o município montou uma equipe para regularizar estes ditos documentos, que eram processos de licitações; QUE pode perceber que sua atuação estava incomodando a atuação dos demais servidores do município e passou a ficar isolado, ainda mais quando
chegaram outros servidores para o controle interno: Ana Nísia, Leandro, Aquiles e Líbia; QUE no final de outubro foi transferido para a contabilidade do município; QUE sua função era relacionada à atividade externa nos órgãos competentes, tais como Receita Federal, TCE e Banco do Brasil; QUE não exercia atividade de lançar dados no sistema, tendo em vista o volume de atividades externas; QUE mesmo estando na contabilidade, ainda exercia atividades de controle interno se deslocando até as Secretarias para orientação, como também auxiliava a CPL; QUE durante o período em que esteve vinculado à prefeitura, tanto quando estava no controle interno, quanto na contabilidade, o que mais chamava a atenção era o fato da ausência de documentação para comprovar as despesas; QUE quando foi transferido para contabilidade a prefeita comunicou o declarante que seria o contador do município; (....) QUE em janeiro/2010 fez um levantamento e constatou que dos saques em cheques cerca de R$ 16.000.000,00 (dezesseis milhões de reais) não tinham qualquer comprovação; QUE além disto, as despesas que possuíam comprovantes, boa parte delas tinham irregularidades, a exemplo da falta do DAMFOP; QUE diante do estado de coisas o declarante informou ao procurador do município, Álvaro Valadão, o estado das contas públicas; QUE nesta conversa informou ao procurador que se os comprovantes das despesas não aparecessem o declarante solicitaria a exoneração; QUE a partir deste dia não mais dava expediente na prefeitura; QUE o prazo que dera terminaria após o carnaval; QUE findo o prazo compareceu à prefeitura e constatou que nada tinha mudado; QUE diante da situação preparou um relatório que foi entregue ao procurador no dia 02.03.2010, data em que pediu exoneração

 VEJA A COMPROVAÇÃO DOS DEPOIMENTOS:

Pelo menos R$ 2.408.000,82 (dois milhões quatrocentos e oito mil e oitenta e dois centavos) foram sacados sem os devidos comprovantes de despesas (notas fiscais e recibos).

Mesmo solicitados documentos/informações não foram disponibilizados à equipe de auditoria da CGU, nem tampouco foi apresentada quaisquer justificativas para as retiradas de recursos da conta do FUNDEB na agência do Banco do Brasil no Maiobão, sem o correspondente comprovante da despesa.

O total do gasto sem comprovação subdivide-se em R$ 1.563.083,50 (um milhão quinhentos e sessenta e três mil, oitenta e três reais e cinqüenta centavos) mais R$ 844.917,32 (oitocentos e quarenta e quatro mil novecentos e dezessete reais e trinta e dois centavos), conforme detalhamento que consta dos quadros abaixo.

Quadro referente aos cheques debitados da conta do FUNDEB sem a devida comprovação de despesas

  CHEQUE
HISTÓRICO
VALOR
850332*
103 -  Cheque Pago em Outra Agência        
117.428,22
160201
002 - Cheque
17.518,63
160218
002 - Cheque
39.119,18
160220
002 - Cheque
27.242,61
160221
002 - Cheque
25.387,51
160240
103 - Cheque Pago em Outra Agência        
11.500,00
850015
002 - Cheque      
48.500,00
850081
002 - Cheque      
54.538,37
850102
002 - Cheque      
62.965,80
850104
002 - Cheque      
23.769,00
000273
111-  Transferência Autorizada                   
10.471,09
000273
111 - Transferência Autorizada                   
60.394,04
850133
002 - Cheque               
15.506,58
850142
002 - Cheque
68.797,55
850156
002 - Cheque
70.821,27
850196
002 - Cheque
20.064,04
850197
002 - Cheque
34.154,25
850199
002 - Cheque
60.537,75
850250
002 - Cheque
22.857,54
850252
002 - Cheque
73.056,75
850262
002-Cheque
29.072,20
850264
103-Cheque Pago em Outra Agência
179.648,63
850274
103-Cheque Pago em Outra Agência
213.846,99
850296
002-Cheque
81.681,00
160244
002-Cheque
172.204,50
160247
002-Cheque
22.000,00
160366
102-Cheque Compensado
12.993,80
160375
102-Cheque Compensado
21.920,10
160380
002-Cheque
90.673,36
160341
103-Cheque Pago em Outra Agência
45.000,00
160344
102-Cheque Compensado
58.580,00
160345
102-Cheque Compensado
90.000,00
160343
102-Cheque Compensado
30.000,00
160342
103-Cheque Pago em Outra Agência
45.000,00
1810
111-Transferência Autorizada
20.455,99
160318
002-Cheque
23.189,10
160339
002-Cheque
58.977,35
850322
002-Cheque
116.851,58
850329
002-Cheque
80.391,30
850332
002-Cheque
80.391,30
850393
002-Cheque
22.665,59
850394
002-Cheque
25.081,68
850414
103-Cheque Pago Outra Agência
22.746,17
TOTAL
2.408.000,82

A CGU constatou também:

1 - Cheques pré-datados e os com assinatura falsificada;
2 - Operacionalização dos saques;

3 - Saques de cheques na boca do caixa sem processo de pagamento e ausência de documentação para comprovar despesa;

4 - Montagem de processos licitatórios;

5 - Saques em cheque que não tinham qualquer comprovação;

6 - Inexistência de DANFOP. No âmbito do FUNDEB não foi verificada a existência de notas fiscais para as quais não foi emitido o Documento de Autenticação de Nota Fiscal para Órgão Público (DANFOP) quando era exigível tal documento. Contudo, convém ressaltar que para boa parte
do gasto realizado nesse período não foi apresentada documentação de comprovação das despesas;

7 - Falsificação de assinaturas na prestação de contas entregue ao TCE.

Todos os desembargadores do TJMA já constataram a falsificação de assinaturas na prestação de contas de BIA VENÂNCIO entregue ao TCE.

Veja o resultado do julgamento do processo 012705/2011:

Essas decisões superficiais alguns desembargadores tem tomado, inclusive já receberam duas ações criminais contra a prefeita, mas recuam quando o assunto é afastá-la. Admitem que há crimes cometidos na condução do município, atos de improbidade e ficam nisto.

Essa é a realidade nua e crua do CASO PAÇO DO LUMIAR. Um município onde os três níveis de poder resolveram meter a mão sem dó.

Aqui vou dizer uma coisa que ninguém teve coragem. A culpa da prefeita e seu grupo com relação a esses desvios é total, mas eles não ficam com essa grana toda. Tem alimentado os tubarões para se manterem no cargo.

Só mais umas poucas peças e se conseguirá fechar esse famigerado esquema de propinas.

No 8º DESVIO COMPROVADO – PARTE I, você vai ver como é fraudadas as licitações em Paço do Lumiar-MA e a enxurrada de falsificações de documentos e assinaturas.  AGUARDE!

10 comentários:

  1. Que era o secretario da epoca? Celso Marques, entao ele e quem tem de dar explicacoes. A prefeita nao assina cheques, nao assina contrato e mais uma materia requentada pois ja que nao tem o que falar né Hilton? Agora vc devia cobrar e mostrar os cheques que foram pagos a Construmar, aquela construtora que pegou 500.000,00 quando Raimundo Filho passou apenas oito dias, imagine se ficasse ate o fim do mandato seria muito maior o valor dos supostos devios que vc acusa a Dona Bia.

    ResponderExcluir
  2. Esse thiago e muito cara de pau desviou milhões comprovadamente pela justiça que qualificou ação como quadrilha vem falar de pagamento feito pelo vice tu e muito cara de pau e por isso que o municipio esta nesta situação o povo quer saber onde esta esse dinheiro sera que esta na compra de um carro jaguar no valor de 600,000,00 que esta em brasilia publçicado em varios meios de comunicação? ou em umas das fazenda em minas no valor estimado mais de 6.000.000.000 milhões? e aproveita fala sobre a materia do luis cardoso e luis pablo onde afirma que tu em tres anos se tornou um dos riquinho do maranhão antes de voce se tornar secretario voce tinha um ceta duas portas eu acho que tu vai ter muito quer explicar para a população e para a policia federal aguardem seu cara cara de pau.

    ResponderExcluir
  3. ESSE THIAGO AROSO SO PODE SER MUITO IMPORTANTE OU TEMIDO POR VCS DA OPOSICAO, PORQUE VCS FALAM TANTO DELE. ELE DEVE ADORAR PORQUE NAO DEIXA DE SER UMA PROPAGANDA.

    ResponderExcluir
  4. Dona Maria, ou melhor, paus mandado de Bia, não adianta tentarem defender o indefensável, seus minutos estão contados, é muita falcatrua e roubalheira, esses cheques nunca tinham vindo a público e requentada esta a cara de pau de voces, a assinatura que tem nesse cheque é de uma amiga minha que pediu para sair quando viu que lá estava uma quadrilha, E.B. é uma mulher honesta agora vai pagar por ser amiga da filha de Bia, serviu de marionete e vai pagar caro.
    Rilton a Justiça vai pegar inocentes e deixar os bandidos soltos no Paço meu amigo,estou decepcionado com tudo isso.

    ResponderExcluir
  5. O limite de tudo já chegou,
    não temos Justiça,
    não tem Ministério Público,
    Sugiro que nos vamos na " Justiça " para sabermos como fazer a Justiça agir no Paço.
    Prova documental não serve,
    prova testemunhal não serve,
    gravações e depoimentos não servem,
    auditoria e exames grafotécnicos não servem,
    e agora?
    Nos do Paço do Lumiar estamos lascados e mal pagos.

    ResponderExcluir
  6. raimundo filho como prefeito,mesmo por pequeno periodo, procurou honrar os compromissos assumidos por bia aroso como o pagamento de empresas que tiveram os cheques sem fundo nos seu pagamentos numa demonstração de homem publico e sério.raimundo filho ta voltando.....

    ResponderExcluir
  7. Pagando uma construtora que estava impedida de receber dinheiro da Prefeitura e honrar compromissos? Esse dinheiro serviu foi para pagar os advogados que estavam tentando coloca-lo la.

    ResponderExcluir
  8. VEJAM SÓ OPOSIÇÃO A BIA EM AÇÃO EM BENEFICIO DA POPULAÇÃO VCS ESTÃO VENDO O RESULTADO DAS CALUNIAS E DIFAMAÇÃO QUE VCS FIZERAM CONTRA ELA DEUS NÃO DORME ELE MOSTROU QUEM PERSEGUI AS PESSOAS DE BOM CORAÇÃO E NEM GUARDA MÁGUA DE NINGUÉM E O CASO DA PREFEITA OPOSIÇÃO A PREFEITA NÃO QUER GUERRA ELA QUER PAZ DEIXEM ELA TRABALHAR EM PAZ EM NOME DE JESUS CRISTO VAMOS AJUDAR O NOSSO MUNICÍPIO A CRESCER.A EDUCAÇÃO,SAUDE,ASSISTÊNCIAS SOCIAL AGRICULTURA,E AGORA COM A INFRA-ESTRUTURA ESTÃO DE PARABÉNS.DEUS ABENÇOI TODOS POVO DE PAÇO DO LUMIAR E A PREFEITA E OS VEREADORES.O SENHOR JESUS GUARDA E PROTEGE ESSE POVO LUMINENSE

    ResponderExcluir
  9. Esse thiago não tem jeito mesmo como e que a empresa estava impedida de receber o pagamento se tua mãe pagou para esta mesma empresa os mesmo serviço com cheque sem fundo saiu nos meios de comunicação os cheques devolvido, o que o vice fez foi pagar um debito deixado por voces com uma empresa que mantem relações de negocios com a prefeitura de paço do lumiar a anos conforme mostrado no jornal imparcial, agora thiago explica para população cade os mais de 200.000.000 milhões? e para a justiça e aproveita deixa de esta escrevendo estas babozeiras que a população não acredita mais, por isso que voces levarão uma vaia na posse dos novos concursado da educação eu estava la e vi o povo dando vaia quando a prefeita chamou o presidente cassado da camara de alderiquinho crie vergonha e respeite o povo ninguem e besta.

    ResponderExcluir
  10. cade a explicação para o sumiço do 'senador'ordenador de despesa que assinava os cheques em branco para tiago e seu pai amadeu

    ResponderExcluir