segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Trairagem contra Roseana fecha tempo na Assembleia.


Do Blog de Décio Sá
O tempo fechou na Assembleia por causa da “trairagem” contra o governo Roseana Sarney (PMDB) comandada pelo chamado “bloquinho”, grupo de deputados novatos ligados à própria governadora.
Liderados por Eduardo Braide e Rogério Cafeteira (PMN), os integrantes do bloco se
reuniram na sexta-feira com o deputado Arnaldo Melo (PMDB). Disseram que o apoiavam e ainda trariam a oposição comandada por Marcelo Tavares (PSB), além de Edilázio Júnior (PV) e Afonso Manoel (PMDB), formando ao todo 25 deputados

Na linha de frente da conspiração estão também o ex-deputado Fufuca Dantas (PMDB), que levou o filho André Fufuca (PSDB), Alexandre Almeida (PTdoB) e Neto Evangeleista (PSDB). Todos tomaram posição sem ouvir as lideranças a que estão ligadas. Por conta disso, muitas amizades estão sendo desfeitas. Familiares dos parlamentares estão revoltados.

Ontem os 25 deputados se reuniram num sítio nos arredores de São Luís onde permanecem confinados feito gado e incomunicáveis. Eles reclamam de vagas na mesa-diretora na chapa de Ricardo Murad (PMDB), cargos, benesses de todo tipo e até emendas, apesar de só estarem assumindo o mandato agora.

Com PhD em traição, o deputado Carlos Braide teria atuado como espécie de espião no grupo do candidato Ricardo. Desde o final do ano passado, ele se reúne diariamente com Ricardo em sua residência conhecendo todas suas estratégias. Ontem Braide foi flagrado por volta das 15h entrando no apartamento da deputada Cleide Coutinho (PSB).

No entanto, a estratégia do “bloquinho” pode fracassar. Também integrante do grupo, o deputado Hélio Soares (PP) já corre por fora e pode surpreender Arnaldo Melo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário