segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Fogo no Palácio dos Leões: Ricardo Murad dará entrevista coletiva na sede do governo para falar sobre a eleição da Assembléia Legislativa

Segundo o blo de Luis Cardoso é quente o clima agora no Palácio dos Leões. As labaredas estão ardendo entre paredes e cortinas. Ricardo Murad dará agora uma entrevista coletiva na sede do governo. Logo no Palácio dos Leões.

NInguém sabe ao certo o que dirá o parlamentar. Duas duas uma: ou jogará a toalha, retornando para a Saúde, ou envolverá a governadora Roseana na briga pela presidência da Assembléia Legislativa.

Murad, até segunda-feira passada, era o futuro presidente da Casa. Andou se atrapalhando e caiu pelas próprias pernas.

Ora, qual a necessidade de se envolver na composição da Mesa Diretora se a ele tinha sido dado o cargo de presidente, apoiado por todas as correntes?

Murad mostrou que sabe lidar com a força, distante da habilidade. Se o seu cargo estava garantido, resta a ele agir como magistrado, deixando que as escolhas dos nomes restantes da chapa única ficassem a cargo dos partidos ou blocos.

Mas Ricardo Murad agiu com mão de ferro, indicando pelos partidos ou blocos. Foi bem aí que pecou. E, ao que parece, vai pagar pela arrogância demonstrada.

Desde ontem que 27 deputados, ampla maioria da base aliada do governo, permanecem confinados. Não atendem ao telefone, nem mesmo da governadora.

Informaram hoje, pela manhã, que eles estariam em uma propriedade do deputado Neto Evangelista. Um emissário do Palácio dos Leões foi até ao local e não encontrou a menor pista.

Eles irão amanhã tomar posse e votarão na eleição da nova Mesa Diretora. Com a chapa protinha nas mãos. O candidato a presidente deles, até agora, é Arnaldo Melo. Mas em se tratando de política no Maranhão, nada é impossível.

Nenhum comentário:

Postar um comentário