quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Censurar internet é ‘estupidez’, diz Lula a blogueiros

Do G1:

Brasília – O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta quarta-feira (24), em entrevista a blogueiros, que considera “estupidez” qualquer projeto de lei que busque censurar a internet. Ele ressaltou a preocupação do governo com a liberdade de imprensa.

Lula durante entrevista a blogueiros:

“Eu acho importante que as pessoas que estão acompanhando percebam claramente que nesse período do governo toda vez que falamos com alguém demos total liberdade para as pessoas perguntarem o que quiserem”, disse o presidente.

Esta é a primeira vez em quase oito anos de mandato o presidente Lula concede entrevista exclusiva a blogueiros. Participam do encontro, no Palácio do Planalto, os blogueiros Altamiro Borges, Altino Machado, Rodrigo Viana, Renato Rovai, Eduardo Guimarães, W. Barros, Pierre Lucena, Túlio Viana, José Augusto, Leandro Fortes.

Uma lista de convidados foi elaborada durante o 1º Encontro Nacional de Blogueiros Progressistas, que aconteceu em São Paulo, em agosto, com a participação de 19 estados.

Questionado pelo blogueiro Renato Rovai sobre as políticas públicas para os meios de comunicação no Brasil, o presidente afirmou que os avanços nesta área dependem de correlações de forças políticas.

“Os avanços dos meios de comunicação e da imprensa depende da correlação de forças que você tem estabelecida na sociedade, dentro do Congresso Nacional. Eu acho que nós temos que ter pela frente o seguinte poderíamos ter feito mais. As reivindicações são sempre muito fortes – o que a é bom – mas as recusas também são muito fortes – o que é ruim”, afirmou Lula.

Segundo a assessoria do Palácio do Planalto, cerca de 1300 pessoas acompanharam a entrevista transmitida pelo Blog do Planalto.

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Primeiro sinal de rompimento à vista na base aliada: Ricardo Murad pode peitar a cunhada governadora

Em busca de fortalecimento para um provável enfrentamento ou mesmo para deixar o Palácio dos Leões acuado, o deputado Ricardo Murad se entrincheirou na Assembléia Legislativa, de onde deve ser eleito o próximo presidente para o biênio 2011/2012.

A primeira reação ao Governo do Estado foi demonstrada hoje, com o recolhimento de assinaturas da maioria dos parlamentares para a apresentação de um projeto que trará de volta a reeleição para membros da Mesa Diretora do Legislativo maranhense.

De autoria do deputado Carlos Alberto Milhomem, o projeto leva as assinaturas de 22 parlamentares, sendo a maioria da base governista.

A reeleição colocada neste primeiro momento soa como um grito de guerra dos senhores deputados, assim como deixa claro a delimitação dos territórios.

Com a reeleição, a governadora ficará refém da Assembléia Legislativa, caso queira continuar na vida pública após concluir o mandato de governador.

Se Murad for reeleito presidente da Assembléia Legislativa, Roseana estará impedida de se candidatar a senadora, por exemplo, levar consigo o vice para uma disputa por uma vaga à Câmara Federal. Deixá-lo no governo do Estado, nem pensar,

Ocorre que a eleição para senador é majoritária e Roseana Sarney não confia deixar o cargo para o seu vice Washington Oliveira.

Para isso, será necessário colocar um nome na presidência que tenha a marca de Roseana e o bigode do senador José Sarney, além do aval de Jorge Murad. Max Barros, por exemplo, é o nome ideal para ocupar a vaga de governador, após acordo que possibilite a saída de Washington Oliveira para deputado federal.

Não é exercício de futurologia, mas apenas uma rápida passada em fatos que poderão ocorrer. A política do Maranhão não tem mistérios.

Dos 23 deputados que assinaram a emenda da reeleição, 15 retiram a assinatura na primeira convocação do Palácio dos Leões. Abaixo a relação dos deputados que assinaram o projeto da reeleição.

Tatá Milhomem, César Pires, Carlos Braide, Ricardo Murad, Paulo Neto, Peneldon Moreira, Fufuca, João Batista, Hélio Soares, Fátima Vieira, Pavão Filho, Alberto Franco, Graça Paz, Joaquim Haickel, Carlos Filho, Marcos Caldas, Nonato Aragão, Camilo Figueiredo, Jura Filho, Irmão Carlos, Rigo Teles, Carlos Amorim e Raimundo Cutrim.

Dessa relação, uma parte sempre foi contra a reeleição por considerá-la um retrocesso, a exemplo de Joaquim Haickel, Hélio Soares, Carlos Braide, Paulo Neto, Graça Paz, Pavão Filho e Rigo Teles.

FONTE DO BLOG: LUIS CARDOSO

Depois de 18 mortes, pânico domina o clima nas celas do Complexo Presidiário de Pedrinhas










É de pavor o clima que reina nas celas do Complexo Presidiário de Pedrinhas. Depois das 18 mortes promovidas entre detentos, os presos alegam que não existe mais tranquilidade no local.

Além disso, eles reclamam também que a comida servida continua sendo de péssima qualidade e que vez por outra continua faltando água para o banho ou descargas.

Duas semanas depois da rebelião, um novo movimento violento reacendeu em Pedrinhas. Tocaram fogo nos colchões, quebraram as celas e causaram outros estragos.

Tudo por conta da falta de água que havia quatro dias sem pingar nas torneiras. Só depois da nova arruaça é que mandaram carros pipas para o presídio.

E ainda ficam inventando que fatores externos estão incentivando os presos se amotinarem. Haja paciência!

Enquanto os presos vivem momentos de horror e pânico, aqui do lado de fora parace tudo bem, tudo bacana.

Fizeram audiência públicas na Assembléia Legislativa que resultaram em nada. Os presos, todos condenados, é bem verdade, não são santos. Mas a forma cruel e perversa como foram assassinados precisa ser investigada e os autores severamente punidos pela lei.

Os familiares choram seus mortos, bandidos ou não. O Estado é, sim, o responsável por tudo alí ocorrido. As famílias podem e devem representar contra o Estado.

O presídio de Carandiru, em São Paulo, só foi fechado depois da chacina que resultou em mais de 100 mortes e amplamente divulgado pela imprensa nacional, inclusive com vídeos e fotos.

Aqui a maioria dos comentarista pede para que fotos e vídeos não sejam exibidos. O Estado e o sistema presidiário falido agradecem.

FONTE DO BLOG: LUIS CARDOSO

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

CONSELHO DE SAÚDE PEDE INTERVENÇÃO FEDERAL EM PAÇO DO LUMIAR

O Conselho de Saúde de Paço do Lumiar protocolou hoje as 09h00min, no Ministério da Saúde um pedido de intervenção federal no município, tudo pelas péssimas situações que se encontra a saúde do município e pelas varias irregularidades encontradas nas prestações de conta, alguns conselheiros estão em Brasília, participando da XVI plenária nacional de conselheiros de saúde e aproveitaram o momento para denuncia os descasos referentes à saúde do município.

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

SECRETARIO DE ADMINISTRAÇÃO, TAMBÉM CAI, MENOS UM DA FAMILIA CAMPOS !


Após a queda de Anselmo Raposo (Educação), mais um secretário foi exonerado do cargo pela governadora Roseana Sarney (PMDB).

O engenheiro Henrique Campos não é mais o secretário de Administração do Estado. Ele esteve hoje no Palácio dos Leões reunido com Roseana onde recebeu a notícia. A informação é de uma fonte do blog no governo.

O motivo da queda ainda não está totalmente claro. No entanto, a governadora foi informada por várias fontes sobre irregularidades que estariam ocorrendo na pasta.

Não há ainda indicados para o cargo. O mais provável é que a adjunta Graça Cutrim, eterna candidata ao cargo, assuma interinamente a secretaria.

Henrique Campos, 53 anos, assumiu o posto em maio. A nomeação dele surpreendeu o mundo político. O secretário teve como padrinho o deputado federal reeleito Cleber Verde (PRB), com quem teria se desentido durante esses sete meses de gestão.

Antes de assumir a secretari, ele tinha passado pela Cemar e tocava uma empresa de construção civil. Foi candidato a vereador por São Luís em 1990, sem sucesso.

Coitado agora do presidente da câmera de vereadores daqui do paço Alderico Campos, estava se achando por causa da indicação do seu tio pra pasta, e agora?

FONTE DO BLOG: DECIO SA

Anselmo Raposo é exonerado; reitor do Ifma é cotado para Seduc


Em primeira mão às 12h30. O professor Anselmo Raposo não é mais o secretário de Educação do Estado. Ele foi exonerado ontem pela governadora Roseana Sarney (PMDB). A exoneração deve ser publicada na edição da próxima terça-feira do Diário Oficial. Até o final da manhã desta sexta-feira não havia sido escolhido o secretário interino. A pasta está sendo comandada interinamente pela secretária particular da governadora, Olga Simão.

O afastamento de Anselmo foi decidido nesta quinta-feira depois de uma reunião da qual ele participou com a governadora. Foi iniciada às 15h e encerrada por volta das 18h. A gota d´água para a exoneração foi o fato de Anselmo ter apresentado, em audiência na Assembleia Legislativa, um plano educacional para os próximos quatro anos sem conhecimento de Roseana.

A governadora vinha recebendo muitas denúncias de irregularidades na pasta. O blog chegou a denunciar um edital de dispensa de licitação com o desconhecido Imecap (Instituto Maranhense de Educação Continuada e Planejamento) no valor de R$ 17,3 milhões. A primeira parcela de R$ 8,5 milhões chegou a ser paga. O Imecap tem patrimônio de apenas R$ 12 mil. Roseana mandou suspender o contrato, mas o Imecap ainda não devolveu um centavo do valor recebido (reveja).

Semana passada a governadora mandou suspender uma compra de R$ 40 milhões em livros que a secretaria iria fazer. Além disso, teve o movimento dos índios Guajajaras que interditaram a BR-226 reclamando da falta de repasse de rescursos do transporte escolar.

Substituto

O provável substituto definitivo de Anselmo pode ser reitor do Ifma (Instituto Federal de Educação, Ciência e Teconlogia, ex-Cefet), José Ferreira Costa. Ele não é do PT, mas muito ligado ao vice-governador eleito Washington Luiz (PT), que é servidor do instituto. Foi Washington quem levou o nome dele para a governadora. Roseana chegou a aprovar a indicação, mas Costa ainda não deu resposta positiva por causa da expansão do instituto no Maranhão com a construção de mais 18 unidades no Estado. Está receoso de trocar o certo pelo duvidoso.

Roseana quer manter a pasta sob o controle do PT, mas exige um nome qualificado. O blog apurou que não passa de especulação a informação de que o professor Dimas Salustiano poderia assumir a secretaria.

Caso o nome do reitor não vingue, Roseana estaria disposta até mesmo a trazer um técnico de fora do Maranhão. Ela já chegou na conversar com o ministro Fernando Haddad (Educação) sobre o assunto. Ele disse que poderia até indicar técnicos do ministério para trabalhar na secretaria, mas a escolha do secretário tinha de ser Roseana. Na verdade, Haddad não quis se envolver na guerra interna pelo controle da pasta entre membros do PT do Maranhão.

FONTE DO BLOG: DECIO SA

terça-feira, 9 de novembro de 2010

14 mortos com cabeças arrancadas e pênis decepados. Rebelião é a maior já realizada no Maranhão


A rebelião que foi iniciada na manhã desta segunda-feira (08) no anexo do Presídio São Luís, no Complexo Penitenciário de Pedrinhas, mesmo antes de ser concluída já pode ser considerada a maior da história do Maranhão.

Cerca de 200 detentos estão participando do motim que já matou nove presos, mas o número de mortos pode chegar a 14. A violência da rebelião é tamanha que a maioria dos mortos teve o pênis decepado, o que indica que seriam estupradores, e três dos noves mortos tiveram suas cabeças arrancadas do corpo.

Os presos reivindicam agilidade nos processos pela Justiça, água no presídio, e principalmente reclamam da superlotação nas celas. Os detentos mortos foram identificados como: Neguinho do Barreto, Guri, Negão, Cleiton, Elisangelo, Chiquinho, Dragão, Isaque e Eromar.

As negociações para finalizar o motim serão retomadas somente nesta terça-feira (09) pela manhã. Ainda estão como reféns cinco monitores de uma empresa privada que presta serviço para a secretaria de segurança.

Segundo as informações preliminares três presos, conhecidos como: Roni Boy, Diferente e Cerequinha, estariam no comando da rebelião. O Maranhão não vivia a tragédia das rebeliões a um certo tempo.

Alguns chegam a atribuir o motim atual pela ausência do ex-secretário adjunto de Administração Previdenciária, Carlos James Moreira da Silva que foi exonerado do cargo no final de julho deste ano. Na gestão de Carlos James as rebeliões foram controladas e o ex-secretário foi afastado de maneira tumultuada, acusado de envolvimento no caso da morte do detento Matosão.

A rebelião fez com que o Maranhão fosse destaque nos principais noticiários nacionais. O Estado que já havia sido destacado negativamente no caso dos índios da BR-226 ocorrido no último domingo (07), agora volta de maneira negativa a mídia nacional. (Blog do Jorge Aragão)

PF vê 'indícios' de que vazamento do Enem 'tem fundamento'

Escrito por Angela Lacerda -

A Polícia Federal de Juazeiro (BA) iniciou na segunda-feira, dia 9, as investigações preliminares para apurar denúncia de suposto vazamento do tema da redação do Enem, a partir de denúncia feita por professores de um curso pré-vestibular de Petrolina (PE). A cidade, a 769 quilômetros do Recife, é separada de Juazeiro (BA) pelo Rio São Francisco. "Há indícios de que a história tem fundamento", observou o delegado federal Alexandre de Almeida Lucena.

O delegado colocou uma equipe para fazer um levantamento inicial do ocorrido e coletar nomes de professores e alunos a serem ouvidos. O passo seguinte, se a história tiver consistência, será a instauração de inquérito policial. "Neste caso, vamos buscar saber como se deu (o suposto vazamento) e se alguém recebeu vantagem", afirmou o delegado.

Mais de uma hora antes do início da prova do Enem, no domingo, um grupo de estudantes que faria a prova procurou os professores do Curso Geo Petrolina Pré-Vestibular que haviam montado um ponto de apoio para tirar dúvidas e esclarecer candidatos, próximo à Universidade de Pernambuco (UPE) e da Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas de Petrolina (Facap), locais de realização do concurso. Os candidatos pediam ajuda para desenvolver a redação se o tema fosse "trabalho e escravidão".


De acordo com o professor de português Marcos Freire, um dos estudantes, aluno do curso Geo, disse que o tema da redação havia sido vazado em São Raimundo Nonato (PI) e que ele tinha recebido a informação.

O boato se espalhou e outros candidatos recorreram aos professores. "Na hora não acreditei na história do vazamento, mas atendemos aos alunos, discutindo o tema", disse o professor Marcos Freire.

Os professores Ramón Bandeira e Diego Alcântara também desempenharam o mesmo trabalho, discutindo o assunto com os estudantes, de acordo com o coordenador do Curso Geo, Nivaldo Moreira.

Depois da prova, veio a preocupação dos professores, ao saber da confirmação do tema Trabalho na Construção da Dignidade Humana, com dois textos de apoio, trabalho escravo e futuro do trabalho. "A questão é séria e terminamos nos envolvendo por não termos dado a devida dimensão ao fato", avaliou Freire.

A OAB teve notícia do caso e está averiguando, "com cautela", as informações. A PF investiga a história.)

JUVENTUDE UMESP PARTICIPARÁ DA XVI PLENÁRIA NACIONAL DE CONSELHOS DE SAÚDE.

A União de Estudantes Secundaristas de Paço do Lumiar, por meio do nosso presidente Rilton Silva, ira representar a juventude maranhense na XVI Plenária Nacional de Conselhos de Saúde, que acontecera em Brasília nos dias 16, 17,18 de novembro, um movimento dos conselhos municipais, estaduais e nacional, nascido do compromisso e da necessidade de articulação entre os conselhos de saúde e pela capacitação para o fortalecimento da ação dos conselheiros, as plenárias contribuem bastante para melhorar o intercâmbio entre os conselheiros de saúde de todo o Brasil, com o conselho nacional de saúde e melhoria do relacionamento entre as três esferas do governo no âmbito do controle social no sistema único de saúde, as plenárias de saúde tem contribuído para o avanço do controle social no SUS, como também para a consolidação do sistema e ao longo de sua existência travou varias lutas em defesa da saúde pública.

PAÇO DO LUMIAR DEBATE A IMPLANTAÇÃO DO PROGRAMA SAÚDE E PREVENÇÃO NAS ESCOLAS.













A Secretaria de Saúde de Paço do Lumiar realizou no dia 25 de outubro as 08h00min em uma sala da própria secretaria, uma palestra para incluir o município na política nacional de prevenção voltada aos estudantes e a elaboração do Programa de Saúde e Prevenção nas Escolas, ministrada pela Coordenação Estadual de DST/AIDS, o programa tem por iniciativa a melhorias nos serviços de atenção as DST/AIDS, para atender um grupo especifico de pessoas, jovens e adolescentes de 14 a 29 anos, e com o objetivo maior de formar o grupo gestor que foram formados pelos os presentes na mesma, representantes do conselho tutelar, conselho de saúde, união de estudantes representados pelo presidente da nossa instituição Rilton Silva, professores, técnicos nas áreas de educação, saúde, desenvolvimento social, cultura esporte e lazer. Os mesmos receberão uma capacitação para desenvolver os trabalhos nas escolas e até nas suas próprias comunidades.

C.D.M.P REALIZARA DIA 13 SEMINARIO DE CONVIVÊNCIA FAMILIA E COMUNITARIA EM PAÇO DO LUMIAR.



O Centro de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente Padre Marcos Passerini – C.D.M.P, em parceria com a Associação de Moradores do Zumbi dos Palmares, Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente e Fórum DCA de Paço do Lumiar, convida todos para participarem no dia 13 de novembro do corrente ano, das 08h00min às 18h00min, do Seminário Municipal de Políticas Públicas “ Convivência Família e Comunitária”, que tem o objetivo de ampliar o conhecimento sobre o direito às políticas publicas, convivência família e comunitária, educação e lazer. Durante o seminário acontecerão oficinas com temáticas transversais ao direito à convivência familiar e comunitária.

terça-feira, 2 de novembro de 2010

CENÁRIO: Governo vai buscar entendimento entre o BC e a Fazenda

Motivo de tensão durante os dois mandatos do presidente Lula, o governo da presidente eleita Dilma Rousseff deve buscar maior unidade na política econômica, com maior coordenação entre o Ministério da Fazenda e o Banco Central. O caminho é tentar promover uma maior interlocução entre as políticas monetária, fiscal e cambial para chegar ao objetivo principal de provocar uma redução mais acelerada da taxa básica de juros, a Selic, sem colocar em risco o controle da inflação.

Desde a fase aguda da crise, no fim de 2008, BC e Fazenda passaram a atuar mais afinados. As mudanças na diretoria do BC no último ano, com a saída de figuras ortodoxas como Mário Torós (ex-diretor de Política Monetária) e Mário Mesquita (ex-diretor de Política Econômica) e a substituição por funcionários de carreira do setor público (Carlos Hamilton, do quadro do BC, para a diretoria de Política Econômica) e Aldo Mendes (egresso do Banco do Brasil, para Política Monetária), fez avançar o diálogo.

Aldo Mendes e o diretor de Normas do BC, Alexandre Tombini, têm uma boa interlocução com o secretário de Política Econômica do Ministério da Fazenda, Nelson Barbosa, principal formulador da equipe do ministro Guido Mantega, e cotado para ocupar um posto de destaque na equipe de Dilma. Mendes mantém linha direta com Barbosa na discussão sobre como o câmbio.

A aproximação entre Fazenda e BC, no entanto, ainda tem de avançar.

Há divergências em temas como a política fiscal, o ataque à indexação e o nível da meta de inflação. Esse alinhamento será decisivo para baixar a Selic. O BC considera a política fiscal expansionista e já mandou vários recados à Fazenda. O principal deles é o de que as manobras contábeis adotadas este ano não têm a menor importância do ponto de vista da política de juros. Em seus documentos, o BC deixou claro que conta com um aperto fiscal no ano que vem para que o juro se mantenha no patamar de 10,75%. Se o afrouxamento nos gastos persistir em 2011, o BC avalia que há sério risco de os juros subirem.

Outro ponto a ser atacado é a redução do ganho da poupança. Apesar dos recados do BC, a Fazenda interrompeu a discussão para não contaminar o período eleitoral. Se quiser que a Selic caia abaixo de 8%, o governo precisa alterar a regra que fixa em 6% mais a Taxa Referencial (TR) o rendimento da poupança. Se não houver essa mudança, há o risco de um grave desequilíbrio nas remunerações das aplicações financeiras e na capacidade de o governo se financiar.

A meta de inflação, definida em 4,5% até 2012, é também entrará na agenda. Apesar de o Conselho Monetário Nacional ter decidido, por unanimidade, manter a meta em 4,5%, o BC entende que o País pode ter uma meta mais baixa, o que facilitaria a queda dos juros no longo prazo. A Fazenda diz que manter a meta em 4,5%, permitiu uma queda maior dos juros nos últimos anos.

A Fazenda diz que o BC poderia ter ousado mais, trabalhando com juros menores. Na visão dos técnicos, boa parte da alta da inflação que ocorreu em anos como 2008 e no início de 2010 foi resultante de choques de oferta e não de um crescimento econômico explosivo, tese do BC.

Uma estratégia que produza maior coordenação entre Fazenda e BC deverá combinar uma política fiscal forte o suficiente para não pressionar a política monetária. Mas cobrará a adoção de uma postura menos 'ortodoxa' do BC nos juros.

Por Fabio Graner e Adriana Fernandes, de O Estado de S.Paulo, estadao.com.br,

DE ONDE VEM O PROBLEMA !

Vem merecendo referência no Judiciário, o tema corrupção. É que esse tipo de ocorrência vem se tornando comum em todas as instâncias e ramos do poder judiciário; sobre o assunto há estudos, pesquisas ou discussões. Os magistrados preferem ignorá-lo. Os demais operadores do Direito, regra geral, optam por referências informais. Um dos juízes mais experientes do país, o ministro Gilson Dipp, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), surpreendeu-se com o grau de corrupção que descobriu em alguns setores do Judiciário no período em que esteve à frente da Corregedoria Nacional de Justiça, entre setembro de 2008 e setembro deste ano. Durante a gestão de Dipp, até um colega do STJ, o ministro Paulo Medina, foi condenado a se aposentar depois de ser acusado de venda de decisão judicial. Comentários cada vez mais assustador sobre possível proteção do judiciário a “políticos corruptos” (detalhes aqui). Há casos em que o “corrupto” até se promove com o poderio que acha ter por negociatas obscuras como foi o caso de um prefeito da Baixada Maranhense que chegou a bater na mesa e afirmar que não iria mais dar dinheiro para desembargador, a atitude do prefeito foi assunto vários dias na cidade.
Se fala tanto em corrupção política e no judiciário, mas e a sociedade civil? a intervenção da imprensa livre é fundamental no estanque da corrupção.

FONTE DO BLOG: RADAR LUMINENSE

VEREADORES DE PAÇO DO LUMIAR, PEDEM SOCORRO !

Parece que alguns vereadores já começaram falar sobre situação de desconforto com a prefeita Bia.

Durante entrevista na Rádio São Luís ocorrida na semana passada, três vereadores, Zé Gomes, Itaparandi e Fernando Muniz reclamaram da falta de compromisso da administração municipal.
A população do município de Paço do Lumiar vem sendo refém de um grupo de “políticos” que promovem todo tipo de articulação para se perpetuarem no poder e mamando nas tetas da vaca leiteira(prefeitura), promovendo um verdadeiro saque aos cofres, deixando a cidade triste. Mais tarde, o blog Radar Luminense vai disponibilizar áudio onde o vereador Zé Gomes pede socorro, isso mesmo, ele disse que Paço do Lumiar vive momentos difíceis.

FONTE DO BLOG: RADAR LUMINENSE